Escritura e Registro do Imóvel: o que é e a importância de cada um

Publicado em

Para quem está construindo uma casa, regularizar a documentação é tão importante quanto comprar o terreno. Cuidados simples podem evitar complicações no futuro. E tudo começa pelo entendimento sobre a finalidade da papelada exigida, já que são muitas nomenclaturas diferentes. Uma das principais dúvidas é sobre a diferença entre as finalidades de documentos, distintos e fundamentais nesse tipo de negócio. Cada declaração tem uma função e garante, de fato, a posse da propriedade. Confira abaixo as diferenças entre a escritura e registro do Imóvel.

Escritura

A escritura é o documento oficial que registra a compra e venda de um imóvel entre duas partes, com o poder de formalizar a transação imobiliária por receber o aval de um tabelião de notas. Esse profissional atua como um intermediário entre comprador e vendedor, com o diferencial de estar autorizado a atualizar a escritura do imóvel.

Como fazer a escritura

A escritura é feita em um Cartório de Notas. No caso das transações à vista, a elaboração da escritura deve ser solicitada pelas partes interessadas. Já em um financiamento imobiliário, a instituição financeira encarregada costuma providenciar o documento.

Custo da escritura

Os preços e prazos para a emissão da escritura variam de acordo com o local onde o documento é feito. Os valores, tabelados em cada estado, são fornecidos pelos cartórios.

Documentos necessários

O primeiro passo é organizar a papelada reunindo documentos de identificação de ambas as partes envolvidas. Caso haja cônjuges em quaisquer partes, também é preciso apresentar as respectivas certidões de casamento e certidão negativa do imóvel em questão. Essa relação pode mudar se uma das partes envolvidas for pessoa jurídica ou estiver sendo representada por meio de procuração.

Risco de não fazer a escritura

Os especialistas recomendam não entrar em uma negociação de imóvel sem ter a escritura. O documento no nome do comprador é o comprovante de transação financeira que certifica a aquisição do bem. De acordo com a legislação vigente, é proprietário quem detém a escritura do imóvel.

Tempo para emitir a escritura

A escritura de imóvel só pode ser lavrada quando for pago o ITBI, um tributo cobrado pela prefeitura e que pode ser emitido online. O valor desse tributo também varia de acordo com a cidade. Após a taxa ser paga, basta ao cartório com a guia do ITBI. Quando não existem pendências do vendedor ou da propriedade, o prazo para a emissão da escritura é de 30 dias. Pronta e assinada pelas duas partes da negociação, a escritura deve ser encaminhada ao cartório de registro, onde o imóvel negociado está registrado.

Registro de imóvel

O registro é o documento oficial que determina quem é o atual dono do imóvel. Despesas do imóvel como o IPTU e da taxa de condomínio passam a ser responsabilidade do novo proprietário.

Onde fazer o registro

A responsabilidade pelo documento é do Cartório de Registro de Imóveis, que tem a competência para armazenar todos os registros dos imóveis de determinada região.

Como fazer o registro

O comprador só pode efetuar o processo depois de realizar a lavratura da escritura do imóvel. No cartório, será feito o registro na matrícula do imóvel. Esse registro é uma numeração que detalha o histórico completo daquele bem, incluindo os proprietários anteriores. Após finalizar esse processo, o cartório entrega a matrícula atualizada do imóvel, constando o registro do imóvel no nome do comprador.

Compra de terreno

O processo de compra e transferência de um lote também necessita de pagamento do Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), o registro de Compra em Cartório e da escritura do terreno.

Resumindo a diferença entre escritura e registro do imóvel
  • Escritura: documento oficial que registra a compra e venda de um imóvel entre duas partes.
  • Onde fazer a escritura: a transação é feita em um Cartório de Notas.
  • Custa da escritura: os preços e prazos para a emissão da escritura variam de acordo com o local onde o documento for feito.
  • Documentos necessários: documentos de identificação de ambas as partes envolvidas.
  • Risco de não fazer a escritura: o documento no nome do comprador é o comprovante de transação financeira que certifica a aquisição do bem.
  • Tempo para emitir a escritura: a escritura de imóvel só pode ser lavrada quando for pago o ITBI. O prazo para a emissão do documento é de 30 dias.
  • Registro de imóvel: é o documento oficial que determina quem é o atual dono do imóvel.
  • Onde fazer o registro: o documento é feito no Cartório de Registro de Imóveis.
  • Como fazer: o comprador só pode efetuar o processo depois de realizar a lavratura da escritura do imóvel.
Chegou a sua hora?

Está procurando um terreno na região? Agora você já sabe um pouco mais sobre os cuidados para comprar terrenos em loteamentos. Saiba que você encontra no MeuLote.com, uma plataforma completa para apoiar você, até depois da assinatura.

Com a gente, você pode ver todas as informações legais dos loteamentos cadastrados, acompanhar a evolução das obras, ver fotos e vídeos, agendar visitas e muito mais!

Descubra mais acessando MeuLote.com, e encontre um lote para chamar de seu.

Acesse e descubra MeuLote.com >>

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja Também

Se você quer saber sobre as melhores cidades para morar no Oeste de Santa Catarina, nós podemos te ajudar. Santa Catarina tem...
A Receita Federal ampliou a isenção de pagamento de Imposto de Renda sobre Ganhos de Capital para quem vende imóveis. De acordo com uma nova norma,...
Comprar terrenos nem sempre é uma tarefa fácil. O MeuLote.com chega com a proposta de facilitar esse processo, deixando cada etapa mais simples para o comprador.