Categorias
Negociação de lotes Tecnologia

6 passos para comprar seu terreno online

 

Preparamos 6 passos que com toda certeza vão te ajudar a comprar seu terreno online. Com as mudanças no mundo, muita gente aderiu de vez às compras pela internet, e o mesmo cenário pode ser visto no mercado imobiliário.

Foi exatamente por isso que criamos um conteúdo com 6 passos para você poder comprar seu terreno online com muito mais conforto e praticidade. Seja para construir a casa dos seus sonhos ou até mesmo para investir, é preciso tomar alguns cuidados na hora de comprar pela internet.

Por isso, com as nossas dicas, você não vai mais precisar se preocupar e vai poder comprar aquele terreno espetacular que você encontrou.

Quer saber um pouco mais sobre como comprar seu terreno online? É só conferir até o final do conteúdo que preparamos especialmente para você.

Procure por incorporadoras e loteadoras com experiência no mercado

Comprar online tem se tornado cada vez mais comum e esse cenário se repete em todos os setores, até mesmo no mercado imobiliário. Porém, é preciso tomar alguns cuidados para fazer suas compras online e comprar um terreno não poderia ser diferente.

Por isso, procure por loteadores e incorporadoras que tenham mais experiência no mercado. Se certifique de checar as informações da empresa, além do portfólio e das obras entregues.

Você pode conferir as informações no site da loteadora, seja por meio de fotos e vídeos ou até mesmo com uma visita presencial ao local. Além disso, ao visitar o local, fique atento sobre a qualidade da infraestrutura, se os materiais utilizados são de boa qualidade e condizem ao valor cobrado.

Dessa forma, você garante que a compra do seu terreno seja feita com muito mais conforto e segurança. Foi pensando em garantir toda a segurança e conforto que você precisa que criamos a Meu Lote, um portal de parcerias com loteadoras que possuem experiência no mercado.

Por isso, independente da cidade onde você quer comprar o seu terreno, no nosso site você encontra apenas as melhores loteadoras. Além disso, você encontra informações completas sobre o terreno sem nem precisar sair de casa, como detalhes sobre a infraestrutura.

Ou seja, você vai poder comprar o seu terreno online com muito mais conforto e praticidade, apenas usando seu celular ou computador.

graficos impressos sobre a mesa

Se certifique da integridade da empresa

Atualmente, saber sobre a integridade de uma empresa é uma das coisas mais simples que podemos fazer antes de comprar alguma coisa online. Para isso, basta checar as avaliações dessa empresa nas redes sociais ou até mesmo na internet.

Fazer uma avaliação sobre os antigos empreendimentos da loteadora, se tudo foi entregue no prazo e se a infraestrutura foi feita de maneira condizente. Tudo isso importa na hora de saber sobre a integridade da empresa, se ela cumpre com prazos e entrega a infraestrutura necessária.

Saber como a empresa se relaciona com seus clientes nas redes sociais e como responde às dúvidas e problemas são uma boa forma de saber se a empresa é confiável. Ou seja, uma empresa com muitas avaliações negativas e que não responde os questionamentos de seus clientes pode ser um problema.

É por meio dessas ações que você vai poder saber se a loteadora cumpre com o que promete e trabalha de forma transparente, inspirando confiança em seus clientes. Por isso, nós da equipe da Meu Lote criamos parcerias apenas com as melhores loteadoras, de forma a facilitar a compra do seu terreno.

Dessa forma, você vai poder comprar o seu terreno com muito mais conforto e de forma totalmente online, com menos burocracias e total segurança.

loteamento novo sem casas

A qualidade do empreendimento

A qualidade do empreendimento em si é algo que deve ser levado em consideração na hora de comprar seu terreno online. Por isso, fique atento para a infraestrutura do local, se ela possui itens como vias de acesso, iluminação, água e esgoto encanados.

Por se tratar de uma compra online, os compradores de primeira viagem podem acabar se esquecendo desses itens simples, mas fundamentais. E vários problemas podem ser causados por isso, como:

  • Falta de vias de acesso;
  • Falta de iluminação pública;
  • Falta de água e esgoto encanados;
  • Asfalto de baixa qualidade.

Além disso, é preciso ficar atento também para a qualidade dos materiais usados. Isso porque o empreendimento pode contar com os itens, mas não significa que sejam de boa qualidade.

Vale lembrar também que, se o loteamento não consta com todos os itens básicos da infraestrutura, muito provavelmente ele não possui os registros necessários. Ou seja, se trata de um loteamento irregular.

Por isso, mesmo que você se depare com preços imperdíveis e condições de pagamento facilitadas, fique sempre atento para os registros do loteamento. Outro ponto muito importante a ser levado em consideração é a infraestrutura do entorno do loteamento.

Um loteamento com boa infraestrutura no entorno vai diminuir consideravelmente seus deslocamentos diários. Por isso, escolha loteamentos onde você possa encontrar no entorno infraestrutura como:

  • Escolas;
  • Mercados;
  • Farmácias;
  • Postos de saúde ou hospitais;
  • Centros comerciais;
  • Shopping centers.

Com itens como esse, além de diminuir seus deslocamentos diários, você ainda garante um terreno em uma área que vai ser bastante valorizada. Por isso, além de poder construir e morar em uma área com ampla infraestrutura, você ainda pode usar o terreno para investimento.

miniatura de casa e chaves sobre uma planta

Fique atento para os registros

Depois de escolher o terreno com a melhor infraestrutura, é preciso também estar atento para os registros do empreendimento. Para isso, é preciso checar toda a documentação do loteamento e do terreno para saber se está tudo em ordem.

Essa documentação pode ser encontrada junto ao Cartório de Registro de Imóveis, e também nos órgãos ambientais. Vale lembrar que loteamentos irregulares que foram feitos em área de preservação, podem ser até mesmo desapropriados.

Por isso, sempre cheque toda a documentação necessária antes de efetuar a compra do seu terreno. É um processo demorado e que pode ser um tanto chato, cheio de burocracia, porém, a Meu Lote tem a solução ideal para você.

No nosso site você encontra apenas loteamentos com todos os registros em dias e que você pode conferir tudo online antes de fechar negócio com a loteadora. Dessa forma, você compra seu terreno online com muito menos burocracia, mas com loteadoras confiáveis e regularizadas.

Além disso, todo o procedimento pode ser feito com poucos cliques. Basta você buscar a cidade onde quer comprar seu terreno, utilizar os filtros e selecionar a melhor forma de pagamento.

Depois, é só esperar pela loteadora aprovar sua compra e pronto! Você vai ter comprado seu terreno, com toda a documentação em dia, sem burocracia e de forma totalmente online.

Ou seja, a Meu Lote oferece uma forma muito mais simples para você comprar seu terreno online, sem burocracia e sem dores de cabeça. Mas com toda a segurança que você precisa para comprar seu terreno dos sonhos, seja para morar ou para investir.

Prefira empresas que oferecem sistema de tour virtual

Por ser uma compra online, é sempre melhor optar por empresas que oferecem um sistema de tour virtual. Com o tour virtual, você pode conferir mais informações sobre o loteamento e sobre o entorno, tudo isso sem precisar sair de casa.

O tour virtual atua também como uma segurança a mais para você poder comprar seu terreno online com muito mais tranquilidade. Além disso, o tour virtual é uma boa forma de você poder conferir o terreno que gostou sem precisar sair de casa.

Uma boa forma para quem está sem tempo para ir até o terreno em questão. Quando vamos comprar algo, sempre conferimos mais de uma opção, não é mesmo?

Com a compra de terrenos não é diferente, por isso, o tour virtual vai ser uma ótima opção para você conferir todos os terrenos que te interessam. Porém, a grande vantagem do tour virtual é que você confere cada um deles sem precisar perder tempo se deslocando até cada terreno.

E foi pensando em facilitar ainda mais sua compra que a nossa equipe está preparando um sistema de tour virtual na plataforma. A Meu Lote tem como principal objetivo tornar a compra de terrenos o mais fácil e prática possível, e o tour virtual com certeza vai deixar a sua experiência ainda melhor.

local de assinatura contrato

Considere empresas que oferecem financiamento direto

O financiamento direto pode ser a melhor opção para você que quer comprar um terreno online. O financiamento direto, assim como o próprio nome demonstra, é um financiamento feito diretamente com a loteadora.

Ou seja, é um tipo de financiamento que pode ser feito sem a necessidade de um banco, com bem menos burocracias. As principais vantagens do financiamento direto são:

  • Menos burocracia;
  • Maior facilidade de aprovação;
  • Menores taxas de juros;
  • Parcelamento facilitado.

Além disso, o financiamento direto é feito com muito mais tranquilidade, diretamente com a loteadora, sem precisar de um financiamento bancário. E para garantir ainda mais conforto para você poder comprar seu terreno, a Meu Lote oferece, por padrão, um financiamento feito diretamente com a loteadora.

Na nossa plataforma, você encontra loteadores que oferecem parcelamento de até 300 meses, ou seja, são 25 anos para você pagar o seu terreno. Você paga em parcelas que cabem no seu bolso, sem precisar adiar o seu sonho.

Além disso, na Meu Lote você pode personalizar a entrada do seu financiamento da forma que for melhor para você, sem precisar se preocupar com valores absurdos. São muitas vantagens que você pode conferir ao escolher comprar o seu terreno de forma totalmente online usando a plataforma da Meu Lote.

Conheça a MeuLote

A MeuLote é a primeira plataforma de venda online de terrenos do Brasil. É uma empresa transparente e que usa a tecnologia para tornar a compra de terrenos uma tarefa simples e fácil, além de totalmente digital.

É uma empresa que existe para facilitar a busca de quem quer comprar terrenos, seja para construir um novo lar ou até mesmo para investir no mercado imobiliário.

Como comprar seu terreno em apenas 4 passos

A plataforma da MeuLote funciona de forma muito simples, pensada de forma a facilitar a compra do seu terreno. Todo o processo pode ser dividido em apenas 4 passos muito simples:

  • Busca
  • Simulação
  • Proposta
  • Compra

Busca

Na busca, você utiliza os vários filtros para encontrar o terreno ideal para você. É um processo muito rápido e que leva apenas poucos minutos.

Na plataforma da MeuLote, você pode conferir sobre a infraestrutura do loteamento, bem como informações completas sobre o empreendimento. Além disso, você pode conferir antes mesmo de comprar seu terreno o Índice de Valorização.

Esse índice mostra a valorização do terreno para os próximos 5 anos, sendo perfeito para quem quer investir no mercado imobiliário. Ou seja, você pode comprar o seu terreno sem medo, sabendo o quanto ele será valorizado daqui 5 anos.

Simulação

Na simulação, você escolhe qual a melhor forma de fazer o seu financiamento. É possível escolher o valor da entrada e até mesmo a quantidade de parcelas, de forma que seja tudo de acordo com o seu bolso.

Ou seja, se você acha que não pode comprar um terreno por não ter o valor X para pagar mensalmente, pode escolher o valor que quer pagar por mês já na simulação. Depois, é só enviar a sua proposta para a loteadora e esperar pelo retorno da mesma.

Proposta

Na proposta, você já colocou todos os dados sobre o quanto quer pagar por mês e em quantas parcelas você pretende pagar o seu terreno. Nessa etapa, o lote que você escolheu já fica reservado, esperando que a loteadora aprove o seu financiamento.

Ou seja, você não precisa se preocupar com alguém comprando seu terreno antes de você.

Compra

Depois que a loteadora aprovar a sua proposta, basta fechar negócio e comprar o terreno ideal para você e para a sua família. Tudo feito de forma digital e sem burocracia, com a certeza de ter feito um bom negócio.

Agora você já sabe um pouco mais sobre os 6 passos para comprar seu terreno online.

Categorias
Negociação de lotes

Saiba Tudo sobre o Metro Quadrado de um Loteamento

Se você quer saber mais sobre o metro quadrado de um lote ou até mesmo de um loteamento, nosso conteúdo com certeza vai te ajudar. Na hora de comprar um terreno, é preciso ficar atento a vários fatores, de forma a ter certeza de estar fechando um bom negócio.

Um desses fatores é o valor sobre o metro quadrado, que vai influenciar diretamente no preço final do seu terreno. Vários fatores impactam o cálculo do preço do metro quadrado, e vamos esclarecer tudo que você precisa saber sobre esse assunto.

Dessa forma, você vai fechar um ótimo negócio na hora de comprar o seu terreno. Quer saber mais sobre o valor do metro quadrado, bem como tudo que influencia neste valor? É só conferir até o fim do conteúdo que preparamos especialmente para você.

O que significa o preço do metro quadrado

O preço do metro quadrado diz respeito ao valor atribuído a cada metro quadrado de uma área ou de um terreno. Ou seja, o preço do metro quadrado nada mais é do que o valor a ser pago por cada metro quadrado de um espaço, construído ou não.

O preço do metro quadrado não é um número fixo, ele varia conforme as influências. Por exemplo, um terreno em uma área valorizada terá um valor maior pelo metro quadrado do que um terreno em área com baixa valorização.

projeto de loteamento em 3D

O que influencia o preço do metro quadrado

Vários fatores que vão influenciar o preço final do metro quadrado de um terreno. Por isso, separamos os fatores que mais afetam esse valor, tanto positivamente quanto negativamente.

1. Localização

A localização é um dos principais fatores a influenciar o preço do metro quadrado. Estar em uma boa localização é um dos principais motivos para as pessoas trocarem de casas ou investirem em terrenos.

Dessa forma, terrenos ou imóveis em localizações privilegiadas -ou áreas de potencial desenvolvimento- terão um preço do metro quadrado bastante superior, devido à essa maior demanda. Por isso, o preço do metro quadrado pode ser definido de acordo com:

  • Presença de comércios e serviços no entorno;
  • Presença de pontos de interesse como áreas verdes, praias, praças, entre outros;
  • Presença de itens como hospitais, shopping centers, escolas, faculdades;
  • Baixa criminalidade e boa segurança pública;
  • Baixo nível de ruído e boa qualidade do ar;
  • Boa infraestrutura das vias e da iluminação pública.

Ou seja, quanto maior a presença desses itens da lista, maior o preço do metro quadrado. E isso acontece por um único e simples motivo: querer uma melhor qualidade de vida e facilitar na realização das tarefas do dia a dia.

Por exemplo, imagine ter tudo que você precisa a algumas quadras de distância. Escolas para seus filhos, supermercados, hospitais, shoppings, além de ser um local seguro e com áreas verdes.

E é exatamente por esse motivo pelo qual o valor do metro quadrado é maior nessas áreas, por causa de toda a infraestrutura disponível. E é por isso que vemos cidades, como São Paulo ou Rio de Janeiro, que possuem imóveis com cada metro quadrado custando mais de 9 mil reais!

2. Topografia

Mesmo que a localização seja o fator que mais influencia o valor do metro quadrado de um terreno, a topografia também influencia bastante nesse valor. Isso porque, terrenos com desníveis acentuados geralmente têm o valor do metro quadrado menor.

Nesse tipo de terreno, a construção é mais complicada – e também mais cara-. Por isso, antes de escolher um terreno com desnível por causa do valor do metro quadrado, faça os cálculos para saber se isso vai compensar.

Vamos levar em consideração um terreno em declive, que é aquele onde a parte de trás do terreno fica mais baixo que o nível da rua. Nesses casos, a opção é utilizar o terreno da forma que está ou fazer todo o nivelamento da área.

Ao usar o terreno dessa forma, será preciso criar um sistema que permita o escoamento da água da chuva para fora, bem como do esgoto. Será preciso gastar a mais para fazer isso de forma que não dê dores de cabeça no futuro.

Já ao nivelar a área, será preciso contratar máquinas, além de comprar terra o suficiente para fazer o nivelamento. O que também terá um custo.

Agora, terrenos em aclive muito acentuado também podem ser um problema, pois dificultam a construção na área. Ou seja, esses tipos de terrenos costumam ter um valor de metro quadrado menor, em decorrência desses fatores.

Dessa forma, um terreno plano terá um preço de metro quadrado maior do que terrenos em desnível, mesmo se tratando de um mesmo loteamento.

3. Formato

O formato também pode influenciar no valor do metro quadrado de um terreno. Isso porque, terrenos com formato irregular dificultam a ocupação, o que acaba influenciando no valor do metro quadrado.

Nesses casos, o valor do metro quadrado será menor, porém é importante fazer uma análise para identificar se é possível construir de maneira regular no terreno. Por isso, caso você não esteja pensando em construir em um futuro próximo, vale a pena optar por terrenos com formatos mais regulares.

Mesmo que tenham um valor do metro quadrado um pouco maior, você garante mais facilidade na hora de ocupar o terreno.

4. Posição na quadra

A posição na quadra também pode influenciar no valor do metro quadrado do seu terreno. Isso porque, terrenos de esquina tendem a ter um valor do metro quadrado maior, quando comparado a terrenos no meio da quadra.

E isso vale até mesmo para terrenos do mesmo tamanho. Os terrenos de esquina são mais valorizados porque muitas pessoas preferem esse tipo de terreno, principalmente para uso comercial.

Por isso, se você não se importa com um terreno no meio da quadra, vale a pena conferir se o valor do metro quadrado está realmente abaixo no loteamento em questão.

homem sentado na cozinha fazendo contas

Porque é importante saber sobre o valor do metro quadrado

É muito importante saber sobre o valor do metro quadrado, principalmente quando você está planejando comprar um terreno ou um imóvel. Isso porque, ao entender sobre o valor do metro quadrado naquela região, você vai saber se o valor que está sendo oferecido condiz com o local.

Ou seja, saber sobre o valor do metro quadrado é uma ótima opção para você evitar cair em golpes ou até mesmo pagar um valor acima do mercado. Por isso, separamos alguns motivos para explicar o porquê é tão importante saber mais sobre esse assunto.

Infraestrutura

Como já mencionamos durante o conteúdo, a infraestrutura do entorno é um dos fatores que mais vão influenciar no valor do metro quadrado. Por isso, antes de pensar em fechar um negócio, vale a pena dar uma conferida na infraestrutura do loteamento e arredores.

Isso porque, nem só porque o valor do metro quadrado é alto, que o entorno vai ter a infraestrutura que você precisa. Ou seja, não confie apenas no valor, antes de analisar o entorno e a infraestrutura.

Em grande parte, os loteamentos localizados em uma região com ampla infraestrutura terão um valor do metro quadrado mais alto, mas isso não é uma regra. Por exemplo, um lote em um condomínio fechado afastado da cidade pode ter um preço de metro quadrado maior que o de um lote perto do centro.

Boa opção de investimento

Outro motivo para entender o valor do metro quadrado é que você pode usar isso até mesmo como uma forma de investimento. Atualmente, investir em terrenos é uma ótima opção para quem está em busca de investimentos seguros.

Por isso, um local onde o valor do metro quadrado seja mais barato, pode ser uma ótima opção para você utilizar como investimento. Você pode conferir o plano diretor da cidade e ver quais obras serão realizadas futuramente no entorno e região.

Caso seja um local que irá receber várias obras de infraestrutura, é uma ótima opção comprar o terreno em questão para investimento. E isso vale até mesmo para os terrenos com um valor de metro quadrado mais baixo.

Isso porque, com as obras, eles serão valorizados, o que significa que o valor do metro quadrado também será maior. Dessa forma, você pode esperar até que ele se valorize consideravelmente antes de vender o terreno.

homem olhando gráficos em um painel digital

Como calcular o valor do metro quadrado

Agora você já sabe o que influencia o valor do metro quadrado, bem como a importância de saber sobre esse valor. Por isso, vamos explicar o que você precisa para calcular o valor do metro quadrado de forma bem simples e eficiente.

Como saber o valor do metro quadrado

A forma mais simples de saber o valor do metro quadrado é comparar com o valor dos terrenos e dos imóveis no mesmo bairro. Isso porque, de acordo com o valor do metro quadrado, o valor será bastante parecido em uma mesma região.

Por exemplo, faça uma pesquisa com todos os terrenos e imóveis de um bairro que tenham características parecidas: como tamanho do terreno, padrão das casas e etc. Com isso, você pode fazer uma comparação e descobrir qual é o valor do metro quadrado naquele local.

Nem sempre isso acontece. Vemos terrenos com vários preços diferentes em uma mesma região. Por isso é essencial saber como fazer o cálculo do valor do metro quadrado, que vamos falar a seguir.

O cálculo do valor do metro quadrado

Calcular o valor do metro quadrado em um terreno é bastante simples. Para isso, tudo que você precisa fazer é dividir o valor total sendo pedido no terreno pela área dele.

Ou seja, se o terreno que você está olhando custa R$150.000 e possui uma área de 375 m² (equivalente a um terreno de 15 metros de frente e 25 de comprimento), o valor do metro quadrado é R$400,00.

Para te ajudar, a fórmula é: Preço total/Área total. Dessa forma, você vai conseguir calcular o valor do metro quadrado de forma bastante rápida e sem complicações.

Agora, caso você não saiba a área total do terreno, é preciso fazer o cálculo dele antes de calcular o valor do metro quadrado. Para isso, você só precisa multiplicar o valor do comprimento pela largura do terreno.

Usando o mesmo exemplo de um terreno de 15 metros de largura e 25 de comprimento, a conta é apenas 15 x 25 = 375.

Valor do metro quadrado x valor do imóvel

Vale lembrar que nem sempre o valor do imóvel vai ser condizente com o valor do metro quadrado. Isso porque, vamos usar como exemplo uma casa antiga, localizada em um terreno onde o valor do metro quadrado é bem alto.

Na hora de fazer os cálculos, a pessoa pode considerar o valor do metro quadrado de acordo com a região onde a casa está inserida. Porém, considerando todas as reformas que seriam necessárias, esse imóvel acaba por ter um valor que não condiz, mesmo levando o valor do metro quadrado em consideração.

Ou seja, não é porque determinado imóvel possui um valor do metro quadrado de R$8.000,00, que esse valor será condizente. Por isso, é essencial fazer uma pesquisa levando em consideração tudo que for mais semelhante possível.

Por exemplo, se você está procurando por um terreno em determinado loteamento, faça o cálculo do valor do metro quadrado de acordo com os lotes no mesmo local. Já se for em uma casa em determinado bairro, vale a pena conferir casas que estejam no mesmo padrão de conservação, tamanho e terreno similares.

Dessa forma, você vai conseguir ter uma noção melhor sobre o preço do metro quadrado para aquela região.

Agora você já sabe tudo que precisa saber sobre o valor do metro quadrado, a importância de saber sobre esse assunto e até mesmo como fazer os cálculos.

Categorias
Negociação de lotes

Como calcular sua Renda Disponível para financiar um terreno, construção ou lote

Se você quer saber como calcular sua renda disponível, seja para financiar um terreno, ou até mesmo a construção da sua casa, nosso conteúdo com certeza vai ser útil. Deixar de pagar aluguel é o sonho de muita gente, e com um pouco de planejamento e conhecimento sobre o assunto, você pode tornar seu sonho realidade.

Por isso, preparamos um conteúdo com tudo que você precisa saber sobre o assunto, bem como as coisas que você precisa saber antes de financiar um terreno.

Quer saber um pouco mais sobre como calcular sua renda disponível para garantir que você consiga fazer um financiamento de terreno ou de construção sem dores de cabeça? É só conferir até o final do conteúdo que preparamos especialmente para você.

O que é Renda Disponível?

A renda disponível, assim como o próprio nome demonstra, é aquela renda que “sobra”, depois que você pagou todas as contas, impostos e etc. Ou seja, a renda disponível é o dinheiro que fica disponível na sua conta depois de pagar todos os encargos, seja para poupança ou para uso da sua família.

Por isso, para calcular a sua renda disponível, você precisa:

  • Somar todas as formas de renda, como: salários, aluguéis, e outros tipos de rendimentos;
  • Subtrair do resultado tudo que você precisa pagar, como: contas, impostos, multas e etc.

O resultado dessa conta vai ser a renda disponível. Por exemplo, vamos supor que você seja a única pessoa que possui um salário fixo, que vamos supor ser de R$5.000,00.

Porém, para a manutenção da sua família, você gasta R$2.500,00, então, a sua renda disponível será de:

Renda disponível → 5.000 – 2.500 = 2.500.

Coisas que Você Precisa Saber Antes de Fazer um Financiamento

Agora você já sabe como calcular a sua renda disponível para financiar um terreno ou uma construção, mas você sabe tudo que precisa sobre fazer um financiamento? Por isso, preparamos uma lista com várias coisas que você precisa saber antes de fazer um financiamento.

Financiamento com Renda Informal

Você sabia que mesmo com uma renda informal, é possível fazer um financiamento para comprar seu terreno ou até mesmo financiar a construção da sua casa? Porém, primeiro vamos explicar o que é uma renda formal e uma renda informal.

De modo geral, pessoas com uma renda formal são aquelas que possuem carteira assinada, ou são empregadores. Já a renda informal é a renda de trabalhadores informais, ou seja, que trabalham por conta própria.

Por isso, muitos trabalhadores informais acham que não vão conseguir fazer um financiamento, uma vez que não conseguem comprovar sua renda. Porém, a verdade é que é sim possível fazer um financiamento mesmo com renda informal, mesmo que seja um pouco mais complicado.

Para isso, você pode se utilizar de: extratos bancários, recibos de aluguel, faturas do cartão de crédito, entre outros documentos que comprovem sua renda. Além disso, você pode também usar a declaração do seu imposto de renda, bem como a Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos (DECORE), que pode ser feita por um contador.

Com esses documentos, você pode comprovar sua renda, e conseguir seu financiamento sem grandes problemas.

A Composição de Renda

mãos e quebra cabeça
Fonte: blog.viasul.com

Você sabia que pode usar a renda de outras pessoas para fazer um financiamento? Essa técnica é conhecida como composição de renda, onde é feita a soma da renda de duas ou mais pessoas para facilitar a aprovação de um financiamento.

Por exemplo, se a sua renda é de R$5.000,00 e do seu cônjuge é de R$3.000,00, a composição de renda será de R$8.000,00. Porém, na maioria dos casos, é permitido que você faça a composição de renda com demais familiares, como filhos ou pais.

Além disso, em alguns casos você pode até mesmo usar a renda de uma pessoa bem próxima para te ajudar, porém, esses casos são estudados pela instituição financeira.

Comprometimento de Renda

O comprometimento de renda diz respeito à quantia máxima que você pode retirar da sua renda mensal para um financiamento. Em termos gerais, o comprometimento de renda não pode ser mais do que 30% da renda total.

Ou seja, se você quer fazer um financiamento, o recomendado é que o valor mensal que você terá que pagar por ele seja menos do que 30% do que você recebe por mês.

Por exemplo, levando em consideração uma renda total de R$7.000, o recomendado é que você utilize apenas 30% desse valor para o seu financiamento, ou seja:

Comprometimento de renda → 7.000 – 30% = 2.100.

Dessa forma, é recomendado que você limite o valor do seu financiamento para um valor aproximado de R$2.000,00 mensais. Vale lembrar também que, a maior parte das instituições financeiras trabalham com esse limite de 30%.

Renda mensal Comprometimento de renda mensal (30%) Valor máximo do financiamento
R$3.000,00 R$900,00 R$ 130.000
R$6.000,00 R$1.800,00 R$ 260.000
R$8.000,00 R$2.400,00 R$ 345.000
R$10.000,00  R$3.000,00 R$ 430.000

Renda Média para Compra de Terrenos

Agora você já sabe como funciona a composição de renda, bem como o cálculo de comprometimento de renda. Por isso, que tal saber um pouco mais sobre a renda média para compra de terrenos?

Levando em consideração tudo que você aprendeu até agora, vamos considerar que a sua renda seja de R$3.000,00. Levando em consideração os 30%, você pode financiar um terreno com parcelas de aproximadamente R$900,00.

Ou seja, é um valor relativamente baixo, que você pode utilizar para financiar seu terreno e começar a planejar a construção da casa dos seus sonhos.

Renda Média para Compra de Terreno e Construção da Casa

Se você quer construir logo após comprar seu terreno, podemos fazer um cálculo com a renda média para comprar um terreno e pagar a construção. Vamos supor que o resultado da sua composição de renda dá uma renda total de R$10.000,00.

Fazendo o cálculo de comprometimento de renda, você vai poder utilizar até R$3.000,00 da sua renda para o financiamento do terreno e da construção.

Tempo Médio de Parcelamento de um Financiamento

As instituições financeiras disponibilizam várias opções para os clientes que querem fazer um financiamento. O prazo máximo para financiamentos atualmente é de 420 meses (35 anos).

Porém, os mais comuns são:

  • 60 meses (5 anos);
  • 180 meses (15 anos);
  • 360 meses (30 anos).

Dentro desses prazos, cabe também ao cliente escolher pela opção que melhor atende às suas necessidades, bem como ao orçamento disponível.

Porém, é importante lembrar que as instituições financeiras levam em consideração a idade na hora de decidir pelo prazo máximo disponível para o financiamento. Por isso, levando em consideração um financiamento com prazo máximo (35 anos), o tomador deve ter em torno de 45 anos.

Dicas para Financiar um Terreno sem Dores de Cabeça

homem com dor de cabeça
Fonte: imo.com.br

Agora você já sabe como funciona um financiamento, bem como como fazer os cálculos necessários para não ser pego desprevenido na hora de contratar seu financiamento. Por isso, preparamos também algumas dicas que vão te ajudar a financiar seu terreno sem dores de cabeça.

Faça uma Análise do Terreno

Para você financiar seu terreno sem dores de cabeça, é essencial fazer uma análise do mesmo antes de fechar negócio. Coisas como: topografia, posição solar e facilidade de acesso são questões fundamentais para que você possa usar seu terreno no futuro sem dores de cabeça.

Isso porque, uma boa posição solar é fundamental para garantir que todos os espaços sejam bem iluminados. Além disso, um terreno sem muitos aclives ou declives é mais fácil de ocupar, além de ser mais barato.

Já a facilidade de acesso é essencial se você precisa se deslocar frequentemente para realizar as suas tarefas cotidianas. Por isso, antes de fechar negócio fique atento para essas questões, que vão evitar dores de cabeça quando você for construir e morar no local.

Não Financie seu Terreno com o Banco

Você sabia que há uma forma de financiar seu terreno sem ser com o banco? A prática é conhecida como financiamento direto, e ocorre diretamente com a construtora ou incorporadora responsável pelo loteamento.

É uma forma de financiamento cheia de vantagens, como:

  • facilidade de aprovação do financiamento;
  • Parcelas mais acessíveis;
  • Taxas mais baixas;
  • Formas de parcelamento facilitadas;
  • Pagamento da entrada facilitado e parcelado.

Ou seja, além de ser menos burocrático do que fazer um financiamento com o banco, fazer um financiamento direto pode sair até mais barato. Porém, vale lembrar que antes de fechar um negócio é preciso estar atento para toda a documentação da construtora, e checar a idoneidade da empresa.

Dessa forma, você garante que a compra do seu terreno seja feita sem grandes problemas e ainda garante uma boa economia já que as taxas são menores. O financiamento direto ainda é uma prática pouco conhecida pela população, já que as instituições financeiras não desejam perder seus clientes.

Porém, nos últimos anos o financiamento direto vem se tornando cada vez mais comum. Isso acontece porque as taxas de juros dos bancos para a compra de terrenos tendem a ser muito altas, e os compradores estão dando preferência para o financiamento direto.

Conheça o Meu Lote

O Meu Lote é uma plataforma que revolucionou a venda de terrenos no Brasil. De forma totalmente online, você consegue conferir todas as informações sobre o terreno que você escolheu, bem como a documentação.

Depois, tudo que você precisa fazer é fazer um financiamento direto com a construtora, que são selecionadas a dedo pela nossa equipe. Dessa forma, você consegue comprar seu terreno em poucos passos, de forma totalmente segura e online.

Porém, o que já era bom ficou ainda melhor, e te apresentamos o Fundo M.

O Fundo M

Com o Fundo M, você financia em 100% a compra do seu terreno e a construção da casa dos seus sonhos, com o fundo próprio do Meu Lote. Dessa forma, você pode financiar o projeto dos seus sonhos, sem precisar depender de projetos como o Casa Verde e Amarela para comprar a sua casa.

Algumas das vantagens do Fundo M são:

  • Mesmo contrato – você financia 100% o seu terreno e a construção da casa dos seus sonhos tudo no mesmo contrato;
  • Pague em até 420 meses – você pode financiar o seu sonho e pagar em até 420 meses, da forma que for melhor para o orçamento da sua família;
  • Composição de renda – você pode compor a renda com familiares, amigos, companheiros, tudo para ajudar na hora de realizar o seu sonho;
  • Use renda formal e informal – não importa se você não é trabalhador informal, você também pode fechar seu financiamento com o Fundo M;
  • Receba seu dinheiro em até 6 parcelas, que vão facilitar na hora de construir sua casa.

Além disso, com o Fundo M, você garante que a sua casa seja construída exatamente do jeito que você sonhou, levando em consideração as necessidades da sua família. Dessa forma, você não precisa se preocupar em se adaptar a casa, já que ela vai ser construída com tudo planejado para o total conforto da sua família.

Simulação dos valores que você pode conseguir com o Fundo M:

Renda Financiamento Direto Financiamento Caixa Fundo M
R$8.000,00 R$200.000,00 R$170.000 R$269.000
R$12.000,00 R$300.000,00 R$260.000 R$405.000
R$16.000,00 R$400.000,00 R$340.000 R$540.000
R$22.000,00 R$500.000,00 R$470.000 R$740.000

Agora você já sabe tudo sobre como calcular a sua renda disponível para financiar um terreno e até mesmo a construção de uma casa. Além disso, sabe também tudo sobre as coisas que precisa saber antes de financiar, bem como algumas dicas para financiar sem dores de cabeça.

Categorias
Negociação de lotes

Saiba porque Investir em Terrenos é um dos Investimentos mais Seguros da Atualidade

Você sabia que investir em terrenos é um dos investimentos mais seguros da atualidade? Isso acontece porque, ao comprar um terreno, você está investindo num ativo físico, que no futuro, além de várias opções de rentabilização, ainda pode ser vendido facilmente.

Além disso, investir em terrenos é um dos tipos de investimento mais antigos do mundo. Então, não é de se espantar que esse tipo de investimento seja um destaque até os dias de hoje.

Por isso, preparamos este conteúdo com tudo que você precisa saber sobre este investimento-e como não cometer erros ao comprar o seu-. Para saber mais sobre terrenos e os motivos para investir, é só conferir até o final este conteúdo que preparamos especialmente para você.

Por que comprar terreno é uma ótima opção de investimento?

Você provavelmente já ouviu o ditado popular que diz que “quem compra terra, não erra”. E mesmo sendo um dito bastante antigo, jamais deixou de ser uma verdade.

Ao comprar um terreno, você está fazendo um investimento seguro, com valorização garantida, e liquidez certa. Ou seja, mesmo que você demore para vender, poderá usar seu lote de forma rentável, fazendo benfeitorias e melhorias contínuas para aluguel ou valorização do bem.

Além disso, ao comprar apenas a terra, ou seja, um terreno, você vai pagar um valor mais baixo quando comparado a um imóvel já construído. Além do valor mais acessível, o terreno valoriza consideravelmente mais, quando comparado a uma construção pronta. Este é o grande segredo dos construtores.

Para te ajudar a entender melhor sobre o porquê comprar terrenos é uma ótima opção de investimento, separamos algumas das vantagens desse tipo de investimento:

Acerto 1. Valorização fácil de ser prevista

Um dos principais motivos pelos quais comprar terrenos é um dos investimentos mais seguros atualmente é porque a valorização é prevista.

Se o terreno está localizado em uma região com boa infraestrutura, com acesso facilitado e que possui boa segurança urbana, com certeza será valorizado. Além disso, a valorização de terrenos também depende do crescimento do bairro e da cidade em que ele está localizado.

Ou seja, basta fazer uma análise do entorno do terreno que você quer comprar e facilmente você saberá se ele vai valorizar com o tempo.

Se levarmos em consideração outros tipos de investimento, como Bitcoins, fundos imobiliários, CDI, entre outros, os elementos de valorização são mais subjetivos. É um investimento de risco, que depende de vários fatores mercadológicos para ser valorizado -ou não-. Já o investimento em terrenos, você consegue saber, com poucos dados se ele será valorizado ou não.

Acerto 2. Várias possibilidades rentáveis

Além de ser um investimento seguro e que você pode prever com facilidade se trará retorno ao seu investimento, o uso do terreno, antes de liquidar, tem possibilidades são variadas, como:

  • Construir uma casa para servir de renda passiva com o aluguel;
  • Construir várias salas comerciais para receber ainda mais renda passiva;
  • Alugar a própria terra, como espaço para eventos ou estacionamentos temporários;
  • Esperar por uma valorização satisfatória do investimento feito para revender o terreno.

Essas são algumas das várias possibilidades que você pode usar para tornar o seu terreno em uma fonte de renda.

Acerto 3. Investimento seguro

Como você percebeu até aqui, investir em terrenos é considerado um investimento seguro, que não precisa de conhecimento profundo sobre o assunto. O motivo principal desse investimento seguro é o motivo específico: a terra é a garantia do seu investimento.

Você não está investindo em um pedaço de papel, ou uma cédula de crédito, mas sim em algo físico, que pode ser vendido facilmente. Além disso, um terreno dificilmente será afetado por crises, já que o máximo que você terá que fazer é esperar até que ele se valorize antes de liquidar -vender-.

Por exemplo, vamos supor que você investiu seu dinheiro em uma empresa ou startup, que acaba por ir a falência. De forma geral, você vai perder todo o dinheiro que investiu.

Porém, o mesmo não irá acontecer ao investir em um terreno, pois, mesmo em uma crise, o terreno irá continuar no mesmo lugar, com várias possibilidades de uso.

Acerto 4. Grande potencial construtivo

Além de ser um investimento seguro -o mais seguro entre todos os tipos de investimento-, comprar um terreno é uma ótima opção pelo grande potencial construtivo. Dependendo do tamanho do terreno que você quer comprar, são várias as opções de construções para você escolher: um terreno de tamanho médio pode abrigar um barracão, que pode ser alugado para empresas de pequeno e médio porte.

Já um terreno de tamanho pequeno pode ser utilizado na construção de salas comerciais, que também serão alugadas, tornando- se uma renda passiva. O mesmo acontece com a construção de casas ou pequenos prédios de uso residencial.

Agora, se você quiser, pode até mesmo deixar o terreno vazio, esperando que este se valorize o suficiente para ser vendido posteriormente. Vale lembrar que, ao manter um terreno vazio, os custos de manutenção serão bem baixos, já que só será preciso efetuar o corte da vegetação e eliminação de eventuais pragas.

Ou seja, independente da forma que você escolher utilizar o seu terreno ou até mesmo não o utilizar, será um investimento com retorno garantido.

pensando na minha casa em terreno vazio

Maiores erros ao comprar lotes

Agora você já sabe os motivos pelos quais comprar terreno é uma ótima opção de investimento! Mas, como nem tudo são flores, vamos analisar os maiores erros ao comprar lotes -Dessa forma, você vai poder ficar tranquilo quando for fechar seus negócios futuros, sem dores de cabeça-.

Erro 1. Não pesquisar sobre o valor da região

A precificação de lotes podem ser as mais diversos, e não pesquisar sobre elas pode se tornar uma verdadeira dor de cabeça. Por isso, sempre faça uma pesquisa sobre outros lotes vendidos recentemente no mesmo local, para poder comparar com o valor que foi oferecido para você.

Desconfie de preços muito abaixo do mercado, pois isso pode significar várias coisas, como:

  • Golpe, onde a pessoa que está “vendendo” o lote não é a verdadeira proprietária do mesmo;
  • Loteamento irregular, ou seja, sem as devidas documentações e permissões.
  • Lote irregular, mesmo com o loteamento regularizado, o lote em questão tem alguma pendência -seja de documentos, impostos ou propriedade legal-.

Erro 2. Não conferir o histórico da loteadora

Não conferir o histórico da loteadora antes de fechar negócio também é um dos erros mais cometidos ao comprar um lote. Por isso, sempre verifique o histórico da empresa que você está prestes a fechar um negócio, para evitar possíveis dores de cabeça.

Você pode conferir outros loteamentos feitos pela mesma empresa, além de conferir nas redes sociais quais são as opiniões dos donos sobre a mesma. Com isso, você vai poder ter uma noção melhor se a loteadora é uma empresa confiável e se o investimento que você está prestes a fazer vai compensar.

É fundamental também você conferir na prefeitura da sua cidade se aquele loteamento está devidamente aprovado, ou seja, com toda a documentação em ordem. Caso contrário, isso significa que o loteamento está em situação irregular, e você pode acabar perdendo o investimento feito.

Agora, se você está comprando um lote já com uma construção ou que está em obras, é preciso conferir também se o mesmo possui um alvará de obras. Esse alvará é o documento que prova que a obra naquele local foi autorizada e possui um responsável técnico. Sem esse documento, a construção poderá ser embargada e até mesmo demolida.

No portfólio do MeuLote.com você encontra apenas loteamentos com documentação aprovada e validada. Afinal, não queremos que você invista num terreno ruim!

Erro 3. Não verificar a posição do lote

Ter um lote bem posicionado na quadra e no loteamento é essencial, independentemente do uso que você irá dar para ele. Por exemplo, se você pretende utilizar o seu lote para a criação de salas comerciais, seu lote precisa estar posicionado em um local de fácil acesso e com grande visibilidade.

Lotes de esquina ou em avenidas são as opções preferidas nesses casos. Porém, se você quer construir um prédio residencial, é preciso um local que tenha boa iluminação solar, e uma vista agradável.

Vale lembrar que tanto uma boa iluminação solar quanto uma vista bonita, são fatores essenciais, que irão valorizar ainda mais o seu terreno e consequentemente, qualquer construção feita nele.

Erro 4. Não conferir a topografia do lote

Não conferir a topografia do lote é um dos erros mais comuns, principalmente para aqueles que estão comprando um terreno pela primeira vez. Isso acontece porque, terrenos com aclive ou declive muito acentuados irão tornar a construção mais trabalhosa, o que acaba se resumindo em mais caras.

Conferir a topografia é essencial para levantar custos a mais na hora de construir.

Erro 5. Assinar o contrato sem ler

Outro erro bastante comum quando se trata em comprar lotes é o de assinar o contrato sem ler. Isso porque, se você assina o contrato antes de entender completamente as cláusulas do contrato, pode acabar em situações complicadas.

No contrato estão definidos todos os direitos e os deveres, tanto do comprador quanto do proprietário do lote. Por isso, caso haja algum problema, como atraso na entrega do lote, você pode recorrer à Justiça.

Vamos supor porém, que no contrato, há uma cláusula que indique que aquele determinado período de tempo ainda é aceitável. Nesses casos, você não poderá fazer nada, além de esperar até que o lote seja entregue.

Por isso, é sempre bom ler todo o contrato antes de assinar, bem como contar com a ajuda de um profissional -como os especialistas do MeuLote.com- caso surja qualquer dúvida.

Loteamento verde com luzes do sol

Como funciona a valorização de lotes?

A valorização de lotes funciona de forma bastante complexa. Isso porque, a valorização de um lote depende de muitos fatores, como:

  • A infraestrutura do local onde o lote está inserido;
  • A presença de infraestrutura como áreas verdes, praças e espaços de convivência;
  • Presença de comércios e serviços;
  • A segurança do entorno;
  • A posição do lote na quadra;
  • A posição solar;
  • Facilidade de acesso.

Quando falamos sobre a infraestrutura do local, queremos dizer sobre a qualidade de itens como asfalto, iluminação, entre outros. Um lote que está em um loteamento mal iluminado e com asfalto de baixa qualidade não será tão valorizado quanto um lote em local com melhor infraestrutura. O mesmo acontece para lotes onde há áreas verdes e outros tipos de espaços de convivência como praças, espaço de churrasco, entre outros.

A presença de itens necessários no dia a dia, como supermercados, farmácias, escolas e hospitais também é um item que vai contribuir para a valorização do seu terreno. Além disso, um lote que está localizado em uma área considerada segura para família e moradores também terá uma maior valorização.

Por último, mas não menos importante, temos a facilidade de acesso. Um lote de fácil acesso não só valoriza mais, como também permite mais opções de uso, uma vez que podem ser destinados ao uso comercial. Por isso, se você pretende usar o seu lote para a criação de espaços comerciais, ter um lote com acesso facilitado e bem visível é fundamental.

Esses são apenas alguns dos fatores que influenciam na valorização do seu lote, mas que são fundamentais para você fechar ótimos negócios. Agora você já sabe um pouco mais sobre os motivos pelos quais comprar terrenos é um dos investimentos mais seguros da atualidade.

Categorias
Destaque Negociação de lotes

Aprenda a saber se um terreno vai valorizar

No nosso conteúdo, separamos tudo que você precisa para saber se um terreno vai valorizar, garantindo que você sempre feche ótimos negócios. Por isso, se você quer saber o que você precisa analisar antes de comprar um terreno, nosso conteúdo com certeza vai ser de grande ajuda para você.

Vamos falar um pouco sobre como você pode saber se o terreno que você viu vai valorizar ao longo do tempo. Além disso, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre investir em terrenos.

Quer saber um pouco mais sobre como saber se um terreno vai valorizar e tudo aquilo que não te contaram sobre o investimento em terrenos? É só conferir até o final do conteúdo que preparamos para você.

Como saber se um terreno vai valorizar

Antes de comprar um terreno, a maioria das pessoas está apenas preocupada com o valor do mesmo, sem dar muita atenção à uma possível valorização do terreno. Mas você sabia que saber se um terreno vai valorizar ao longo do tempo é uma ótima opção para quando você decidir vender o mesmo, ou até a construção nele?

Por isso, vamos explicar quais são os diversos fatores que determinam se um terreno vai valorizar, e como você pode identificar cada um deles.

Boa localização é essencial

Um dos fatores que é mais fácil de identificar, é a localização do terreno. Terrenos em boa localização, que tenham acesso facilitado, além de boa infraestrutura de comércios e serviços no entorno, com certeza serão valorizados.

Isso acontece porque, a grande verdade é que ninguém quer ter que ficar horas no carro para chegar ao trabalho, nem aos comércios e serviços. Por isso, terrenos que estejam localizados nesses pontos estratégicos, terão seu valor aumentando com o passar do tempo.

Plano Diretor da cidade

O Plano Diretor da cidade também é outro fator que irá influenciar a valorização de um terreno. De forma geral, o Plano Diretor de uma cidade é um documento municipal que indica a forma que cada trecho da cidade pode ser ocupado.

Ou seja, é basicamente o planejamento da cidade, que determina a melhor forma de ocupação, bem como a criação de infraestrutura. Por exemplo, se o Plano Diretor da cidade determina a construção de uma nova avenida de acesso para um loteamento, os lotes serão mais valorizados que em outros pontos da cidade.

Dessa forma, conferir o Plano Diretor é uma boa forma de definir quais são as melhores regiões de uma cidade, bem como entender a região onde você quer comprar seu terreno.

A topografia também influencia na valorização do lote

Você sabia que a topografia do terreno também vai influenciar na valorização, ou desvalorização do lote? Isso acontece porque, terrenos com inclinação excessiva são normalmente desvalorizados.

Mesmo que não pareça um grande problema, um terreno com aclive ou declive acentuado terão ocupação mais complicada. Dessa forma, esse tipo de terreno terá seu preço de mercado mais baixo.

Por isso, conferir a topografia do loteamento é essencial para evitar ter seu terreno desvalorizado por inclinação excessiva.

A posição do lote na quadra

Outro fator que vai influenciar na valorização de um terreno é a posição dele dentro da quadra, ou seja, se ele é de esquina ou não. Isso acontece porque, lotes de esquina tendem a ter um valor maior, comparado com os que estão localizados no meio da quadra.

E esse valor maior se deve ao fato de que a iluminação e ventilação nesse tipo de terreno é facilitada. Ou seja, é um terreno que, mesmo tendo um valor mais alto, é o que mais vai valorizar.

Porém, antes de escolher um terreno de esquina, vale lembrar que o comprador terá que gastar consideravelmente mais com calçadas e muros. Por isso, mesmo sendo um fator que valoriza o seu lote, não é o único a ser levado em consideração na hora de comprar seu terreno.

Potencial construtivo

O potencial construtivo de um terreno diz respeito ao direito de se construir em um determinado local. Por exemplo, um terreno onde o potencial construtivo é de um prédio com até 5 andares, terá um valor mais elevado, comparado a um terreno de uma casa.

Por isso, avaliar o potencial construtivo do lote que você quer comprar determina também o quanto ele irá valorizar no futuro.

Posição solar

Você sabia que uma boa posição solar pode influenciar em até 10% do valor do seu imóvel? Em termos gerais, terrenos que tenham uma boa posição solar serão mais valorizados, tenha ele uma construção ou não.

E isso se deve ao fato de que, em grande parte do país, onde faz calor a maior parte do ano, uma boa posição solar é fundamental. Ou seja, terrenos onde seja possível tirar proveito do sol da manhã serão muito mais valorizados, quando comparados aqueles onde o sol da tarde é predominante.

Área consolidada

Você sabia que até mesmo a área em que o terreno está localizado irá influenciar se ele vai valorizar ou não? Por área consolidada nos referimos a um local, seja ele um loteamento ou um bairro, onde há:

  • Praças, áreas verdes e espaços de convivência para a população;
  • Presença de creches e escolas nas proximidades, entre outros.

Ou seja, uma área consolidada se refere a um local onde já há uma infraestrutura completa, bem como poucos lotes vagos.Um lote em uma área já consolidada terá um valor significantemente maior do que lotes em áreas pouco povoadas.

Porém, isso não significa que um lote em uma área que ainda não está consolidada não irá valorizar. Por isso, você precisa estar atento aos projetos do entorno do loteamento, mesmo que fora de uma área consolidada.

Dessa forma, você poderá fazer uma análise do lote, se ele terá uma valorização que compense o investimento.

Valor do metro quadrado

Outro fator que vai influenciar a valorização do seu terreno é conferir o valor atual do metro quadrado. Ou seja, terrenos com o valor do metro quadrado mais altos, tendem a ser os terrenos que serão mais valorizados no futuro.

Porém, isso não é uma via de regra, por isso é sempre bom conferir também outros fatores que determinam a valorização de um terreno, como por exemplo, conservação,oferta e demanda.

Outros fatores que influenciam na valorização de um terreno

Alguns dos outros fatores que também podem influenciar na valorização de um terreno são:

  • A segurança urbana na região onde o lote está inserido;
  • A presença de serviços públicos como: hospitais, postos de saúde e etc.;
  • Proximidade a pontos de interesse como: shoppings centers, centros comerciais, escolas, faculdades e etc.;
  • Vizinhança, uma vez que seus vizinhos podem se tornar uma verdadeira dor de cabeça;
  • Acesso facilitado a outros pontos da cidade, além de um transporte público de qualidade;
  • Proximidade a farmácias, hospitais, supermercados e demais necessidades do dia a dia;
  • Presença de áreas de lazer, como praças, playgrounds, quiosques e etc.

Ou seja, são vários os fatores que vão influenciar a valorização de um terreno, por isso, antes de fechar sua compra, é preciso estar atento a todos eles. Dessa forma, você dificilmente irá se arrepender da sua compra, além de estar comprando um bem que irá valorizar consideravelmente com o tempo.

A Verdade Sobre Investir em Terrenos

Plantando dinheiro
fonte: www.imovelweb.com.br

Agora você já sabe como saber se um terreno vai valorizar e como escolher a melhor opção de terreno para as suas necessidades. Por isso, vamos falar um pouco sobre aquilo que ninguém fala quando o assunto é investir em terrenos.

Investimento em poupança ou investimento em terrenos

Você sabia que investir em terrenos é muito mais lucrativo do que investir em poupança? Para um terreno em área valorizada, o índice médio de valorização é de 20% ao ano, enquanto o rendimento anual da poupança é de apenas 6,7%.

Ou seja, independente do valor do seu terreno, é muito mais vantajoso investir em terreno do que na poupança. Vamos considerar um lote de R$93.076,00, com uma valorização de 20% ao ano, em 5 anos ele estará valendo R$193.000,00.

Já esse mesmo valor, na poupança, será de apenas R$125.558,69. É muita diferença, não é mesmo? E essa valorização é apenas considerando o valor do lote em si, sem nenhum tipo de construção.

Por isso, se você quer um investimento seguro, sem burocracias e sem ter dores de cabeça, investir em terrenos é a melhor opção, bem como a que mais vai gerar retorno.

Como calcular o retorno de investimento em terrenos

Para calcular o retorno de investimento em terrenos é preciso saber um pouco mais sobre o ROI, que é a abreviação em inglês return on investment. Como o próprio nome já demonstra, o ROI determina o rendimento sobre determinado investimento.

Com o ROI, você acompanha o lucro do dinheiro investido no terreno, bem como os gastos com o mesmo. Para calcular o ROI do seu terreno, é preciso:

  • Analisar a receita total que foi investida e subtrair pelo custo;
  • Dividir o resultado pelo custo.

Ou seja: ROI = receita – custo/custo

Por isso, vamos considerar o mesmo terreno de R$93.076,00, e considerar que em 5 anos ele poderá ser vendido por R$193.000,00.

ROI = R$193.000,00 – R$93.076,00/R$93.076,00

ROI= 1,07.

Nesse exemplo, o retorno de investimento foi 1,07 vezes maior que o investimento inicial. Ou seja, em porcentagem, você teve um retorno de 107% do investimento que você fez.

Vantagens de investir em terrenos

Agora você já sabe que investir em terrenos é muito melhor que investir na poupança e como calcular o retorno do investimento que você vai fazer para comprar seu terreno. Mas você sabe quais são as vantagens de se investir em terrenos, além do retorno financeiro?

Investimento de baixo risco

Investir em terrenos é uma opção de investimento de baixo risco, além de seguro. Como o terreno não possui nenhuma construção, você pode determinar o uso posteriormente, escolhendo a melhor opção de retorno.

Por exemplo, se seu terreno fica em uma área com várias faculdades, uma boa opção é a criação de um espaço que possa ser destinado ao comércio. Ou seja, ao investir em um terreno você não vai estar limitado à utilização de uma construção já existente.

Investimento garantido

Ao comprar um terreno, você está fazendo um investimento garantido, uma vez que a garantia é o próprio espaço do terreno. Por isso, independente do que possa vir a acontecer, como uma crise, uma falência ou qualquer que seja o imprevisto, o terreno vai continuar sendo um investimento.

Além disso, um terreno precisa de pouco gasto com manutenção, permitindo que você continue com o seu terreno até surgir uma boa oportunidade de negócio.

Valorização

Outra grande vantagem na hora de investir em terrenos é a valorização com o passar dos anos. Como já mencionamos durante o conteúdo, um terreno em área valorizada terá uma valorização de aproximadamente 20% ao ano.

Esse valor, mesmo que pareça pouco sem olhar os números, supera várias outras opções de investimento. Ou seja, é um investimento seguro, com grande retorno e que continuará valendo, independente de imprevistos ou crises.

Facilidade na hora de investir

Por último, mas não menos importante, uma das vantagens de se investir em terrenos é que é muito fácil investir em um terreno, já que você só precisa fechar uma compra.

É possível fazer todo esse procedimento em poucos passos, e nós da MeuLote.com contamos com soluções completas para lhe auxiliar em todo o processo de compra 100% online, dispomos também uma grande variedade de loteamentos disponíveis em nossa plataforma para garantir que você sempre feche os melhores negócios na hora de comprar um terreno.

Chegou a sua hora?

Está procurando um terreno na região? Agora você já sabe um pouco mais sobre como saber se um terreno vai valorizar, bem como a verdade que ninguém conta sobre investir em terrenos. Saiba que você encontra no MeuLote.com, uma plataforma completa para apoiar você, até depois da assinatura.

Com a gente, você pode ver todas as informações legais dos loteamentos cadastrados, acompanhar a evolução das obras, ver fotos e vídeos, agendar visitas e muito mais!

Descubra mais acessando MeuLote.com, e encontre um lote para chamar de seu.

Categorias
Negociação de lotes

5 razões para você se planejar para sair do aluguel

Quer saber as vantagens de comprar seu primeiro imóvel? Confira uma lista de boas razões para sair do aluguel e como realizar seu planejamento financeiro.

Muitas dúvidas surgem quando o assunto é investir na compra de um imóvel. Será que é o momento ideal para dar esse passo? Como saber a hora certa de sair do aluguel? Compensa pedir um financiamento mesmo com as taxas de juros bancários?

No Brasil, o sonho da casa própria ainda é uma realidade para a maioria da população. Ter a segurança de não ficar sem um lar caso as coisas saiam dos eixos na vida profissional ou saber que a aposentadoria está assegurada são os sentimentos mais comuns que nos movem a dar o próximo passo no mercado imobiliário.

Mas sair do aluguel tem outras vantagens muito interessantes, que inclusive podem fazer você começar a cogitar esse movimento – se já não estiver procurando um lar próprio. Neste artigo, vamos mostrar boas razões para realizar a compra do seu primeiro apartamento e como planejar suas finanças para realizar esse objetivo.

Como sair do aluguel: planejamento financeiro pessoal

Organizar a vida financeira, assim como qualquer outra área da vida, ajuda a dar visibilidade e consciência. Saber onde você está gastando seu dinheiro vai lhe ajudar a rever escolhas e a determinar o que pode “jogar fora”, ou seja, em que pode poupar.

A economia comportamental explica nossas escolhas de consumo. Para entender seus gastos e decisões de compras, vale analisar seus hábitos, experiências e necessidades. O comportamento das pessoas que nos cercam, assim como fatores emocionais, tende a ter grande peso para que uma ou outra escolha seja feita.

Ao compreender seus hábitos de consumo, você será capaz de organizar suas finanças e de se beneficiar por completo dos seus recursos para atingir os objetivos. E como sair do aluguel ganhando pouco? Com mudanças simples e necessárias, é possível investir na casa própria antes do que se imagina, independente do quanto se ganha.

Para ter um planejamento financeiro efetivo, há três passos fundamentais:

1) Controle suas receitas e despesas

A primeira regra de finanças pessoais é não gastar mis do que se ganha. Parece uma tarefa simples e óbvia, mas ela pode se tornar difícil diante das opções de crédito atuais e do grande estímulo ao consumo de bens não-duráveis, como cosméticos e outros artigos de uso pessoal.

Fazer uma planilha com as entradas e saídas de dinheiro ajuda a visualizar seu capital e a controlar os caminhos do dinheiro. Nas receitas, devem constar o salário e outras possíveis entradas de capital, como aluguéis e prestação de serviços temporários. Já nas despesas, procure anotar todos os gastos, como contas de energia elétrica e internet, condomínio, supermercado, lazer, combustível, etc.

Se tiver dívidas, como compras no cartão de crédito, avalie os motivos de ter chegado a isso. Como você entrou no vermelho? Investigar a causa é relevante para sair dessa situação e dificultar uma possível volta. E, seguindo a regra que já mencionamos, para sair do vermelho, inevitavelmente, precisamos gastar menos do que ganhamos.

Depois de avaliar as dívidas, é possível montar um plano de pagamento real, avaliando os juros e que propostas você pode fazer aos credores para pagar mais rápido e, quem sabe, um pouco menos. Tudo baseado na sua realidade de pagamento e com foco em quitar a dívida, para que possa concentrar os esforços nos seus objetivos financeiros.

2)Compare os preços dos produtos

Para conseguir manter sua saúde financeira, é preciso cortar os gastos por impulso. E, nesse cenário, pesquisar bastante antes de comprar é um passo capaz de fazer milagres pelo seu orçamento.

Comece refletindo se você precisa ou realmente deseja ter aquele produto. Quais os benefícios que ele lhe trará no curto e no longo prazo? E quais são os pontos fracos da compra? Se não for uma promoção relâmpago, que exige uma decisão rápida, uma solução é “dormir sobre o problema” por alguns dias. Se depois desse tempo você ainda estiver decidido a comprar, pode passar para a comparação de valores.

Seja em lojas físicas ou no e-commerce, comparar o preço dos produtos em diferentes fornecedores vai lhe levar ao melhor negócio. Além de variações no valor final, cada loja pode oferecer condições diversas aos clientes, como mais opções e facilidade de pagamento, descontos, frete grátis, brindes, etc.

No caso das lojas físicas, a dica é tirar fotos das etiquetas de preço entre um estabelecimento e outro, ou guardar os folhetos de produtos e valores, para ver se uma loja cobre o preço da outra. Para lojas virtuais, há ferramentas que podem ajudar nessa tarefa.

Sites como DecolarKayak e Skyscanner comparam o valor de passagens aéreas entre diferentes companhias. Se for comprar eletrônicos, o Buscapé consegue indicar os melhores negócios.

Além da comparação de preços, o site fornece também uma avaliação de cada loja, feita pelos próprios consumidores, que indicam se voltariam a comprar novamente e se o prazo de entrega foi cumprido. Outros sites que fazem pesquisa de preços são: Google Shopping Brasil; Shopping UOL; JáCotei.

3)Tenha uma reserva financeira

Se você segue a regra máxima do planejamento financeiro pessoal e não gasta tudo o que ganha, pode começar a poupar e, na sequência, a investir o seu dinheiro. É interessante, por exemplo, ter guardado uma quantia equivalente a 12 meses de suas despesas. Assim, caso perca o emprego ou sofra alguma mudança significativa de vida, terá essa reserva de emergência.

Depois, busque poupar recursos para atingir seus objetivos e investir no futuro. Deseja trocar de carro ou comprar seu primeiro apartamento? Ou quer fazer uma especialização fora do país? Essas são algumas boas razões para começar um investimento financeiro. Decida o valor que lhe deixa seguro para começar, o tipo de investimento e quanto vai adicionar por mês, se for o caso.

“Se você quer investir bem, precisa entender o mercado em que está entrando – pode ser imobiliário, de ações, renda fixa – ou delegar a tarefa para algum especialista de confiança. A organização financeira passa pela tomada de boas decisões, pela escolha de bons produtos e planos adequados a cada realidade”, ensina Diego da Rocha Machado, educador financeiro do Papo de Grana, plataforma de conteúdo de educação financeira da fintech Warren.

5 razões para sair do aluguel

Em tempos de vida conectada e acelerada, com facilidade de viagens e de estímulo ao desapego e a uma “vida nômade”, há quem adie a realização do sonho da casa própria. Esse movimento, no entanto, pode fazer com que você passe anos pagando aluguel, enquanto poderia ampliar seu patrimônio investindo a mesma quantia por mês.

Mesmo que sua renda mensal ainda não seja alta, com organização e planejamento é possível sair do aluguel e embarcar na jornada de ter seu primeiro apartamento. Como mencionamos, ter uma reserva financeira é a chave para iniciar sua fase investidora, e o mercado imobiliário é um dos setores menos arriscados.

Está se perguntando se esse é o momento para ter um imóvel só seu? Confira uma lista de razões práticas (e financeiras) para sair do aluguel:

1) Invista dinheiro em um bem que é de sua posse

Ao se tornar proprietário de um imóvel, você passará a ser visto como alguém mais confiável pelo mercado de crédito, pois demonstra que tem o perfil investidor. Significa que possivelmente terá mais facilidade em contratar outros empréstimos, caso necessário, por ser um “bom pagador”.

Sair do aluguel e comprar o primeiro imóvel é a porta de entrada para se tornar um investidor no mercado imobiliário. O setor está voltando a aquecer e, de acordo com analistas, este é um bom momento para investir.

Além disso, enquanto paga o financiamento do primeiro imóvel, você pode seguir juntando dinheiro para quitá-lo em menos tempo. Por exemplo: digamos que, antes de sair do aluguel, você reservava 20% do orçamento familiar para dar entrada em um imóvel próprio. Se continuar juntando essa quantia, poderá encerrar o financiamento mais rápido, pagando menos juros e aumentando ainda mais sua imagem no mercado de crédito.

2) Valor consistente de pagamento e nova fonte de renda

O maior custo no seu orçamento familiar provavelmente é a moradia. De acordo com as últimas pesquisas do IBGE, em 2018, dos 71 milhões de domicílios existentes no Brasil, 12,9 milhões eram alugados. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), que indicou ainda um aumento de 5,3% neste indicador em comparação com 2017.

Ao sair do aluguel, é possível ter mais controle sobre suas finanças, uma vez que, no financiamento de imóvel, você sabe exatamente quanto vai pagar em cada parcela. Muita gente opta, inclusive, por um plano decrescente no valor da dívida, de modo que as parcelas diminuem com o passar dos anos – nada mais de sofrer com o aumento anual do aluguel. Seu dinheiro se transforma em patrimônio.

Além de representar uma moradia certa para você e sua família, um imóvel também pode se tornar uma nova fonte de renda. Se for transferido do trabalho, por exemplo, poderá alugar seu apartamento e guardar a renda extra.

3) Seja seu próprio “locador”

Os tempos de ficar discutindo com o proprietário sobre a taxa extra do condomínio ou os reparos que precisam ser realizados no imóvel chegaram ao fim. Ao sair do aluguel, a burocracia é toda com você, mas o poder de decisão também.

Um exemplo prático é quando o proprietário decide colocar o imóvel à venda ou não renovar o contrato de aluguel. O morador passa pelo estresse de receber visitas de possíveis compradores e de procurar outro lugar para morar – sem falar nos custos da mudança. Essa tensão acaba ao decidir sair do aluguel rumo à casa própria.

4) Decore conforme sua vontade

Sim, é possível ter um apartamento alugado bem decorado. No entanto, se seu sonho é derrubar paredes e criar um layout do seu gosto, ou até mesmo algo mais modesto como só integrar a cozinha à sala, é provável que você decida não investir na empreitada.

Em imóveis alugados, tudo precisa ser negociado antes da obra com o proprietário – inclusive se você quiser tentar um reembolso total ou parcial pelas benfeitorias. Quando o imóvel é próprio, o céu é o limite para a imaginação.

Ao sair do aluguel, você pode personalizar a decoração sempre que quiser, sem ter que se preocupar em combinar as mudanças previamente com o proprietário

Seja ao comprar um apartamento na planta, um mais antigo que precisa de reforma ou um já pronto para morar, você têm liberdade para fazer todas as mudanças que quiserem na decoração. Pode parecer bobo, mas a felicidade mora nos detalhes, como em uma parede colorida que você não terá que pintar de branco na devolução do imóvel.

LEIA TAMBÉM: Faça você mesmo a decoração criativa de casa

5) Valorização ao longo do tempo

A tendência do mercado é que os imóveis se tornam mais valorizados com os passar dos anos. Especialmente se você teve a visão de comprar em um período de preços mais baixos, em um bairro já consolidado, como os Jardins, ou em bairros expoentes, que devem valorizar ainda mais no futuro.

Se o apartamento foi customizado e reformado, seu patrimônio ganha ainda mais valor de mercado. É importante encarar seu novo lar como um bem, que precisa ser rentável para você se e quando decidir se desfazer dele.

A regra de cuidar do seu patrimônio vale inclusive para quando o apartamento estiver alugado a terceiros. Não deixe seu bem deteriorar e faça manutenções regulares no imóvel.

Mudanças no financiamento bancário de imóvel

Com a retomada dos financiamentos da Caixa Econômica, responsável pela maior parte dos financiamentos no Brasil, inflação sob controle e a perspectiva de novos cortes nos juros básicos da economia até o fim do ano, a taxa cobrada de quem busca o crédito imobiliário caminha a passos largos para o menor nível da história, diz o jornal O Estado de S.Paulo.

Analistas do setor afirmam que a redução pode ocorrer já em 2020, impulsionada pela maior concorrência entre os bancos. O movimento já se reflete em alta de vendas e lançamentos.